Mulher deixa morador de rua trabalhar 2 dias na sua loja. Veja 15 dias depois o que aconteceu!


Quando um morador de rua entrou no seu café em Minnesota pedindo dinheiro, a norte-americana Cesia Abigail, 25 anos, fez o que a maioria das pessoas considera impensável: ela resolveu ajudar o homem e “levou para casa”.

Cesia, dona do Café da Abi, quando Marcus lhe pediu dinheiro, perguntou por que ele não estava trabalhando. “Você sabe que nada é dado de graça, certo?!”, disse ao morador de rua.

Marcus lhe disse que havia cometido alguns delitos e que, por essa razão, ninguém lhe dava trabalho. “O que me restou é viver na rua pedindo ou roubando”, explicou.

Cesia, que estava precisando de uma pessoa para trabalhar, lhe ofereceu emprego: “Ele arregalou os olhos e seu sorriso fez com que eu ganhasse o dia.”

Há duas semanas que Marcus trabalha no Café de Abi lavando a louça, levando o lixo. Cesia diz que Marcus inclusive faz questão de pagar com seu salário a comida que consome no restaurante. “Claro que tem um desconto”, diz Cesia.

A história viralizou na internet ganhou a web e tem sido partilhada como uma lição generosidade e compaixão. Abigail recomenda: “Faça o bem para o outro e não apenas julgue alguém só porque está pedindo dinheiro. Ninguém conhece a situação da pessoa. Muita gente merece uma segunda chance. Se Deus me abençoou, por que eu não posso abençoar os outros? Você quer mudança? Que tal começar mudando a si mesmo?”, escreveu. No Facebook, o post de Abi teve 180 mil curtidas e mais de 50 mil compartilhamentos.

Em entrevista à ABC News, ela contou que está acostumada a receber moradores de rua e pedintes, pois seu café fica numa zona de alta criminalidade da cidade de Minneapolis, nos Estados Unidos. Normalmente, quando lhe pedem alguma esmola, ela dá comida em vez de dinheiro.

Porém, percebeu que poderia fazer algo mais para Marcus. E não está arrependida. Cesia disse que ele conquistou a equipe graças ao seu grande coração. “No seu primeiro trabalhando aqui, lhe dei algo para comer antes de começar mas ele só comeu metade. Quando uma moradora de rua passou aqui na frente, ele deu a outra metade para ela. Quando lhe perguntei se sabia quem era, Marcus respondeu: ‘Não, mas ela deve estar com fome’.

Cesia diz que não se arrepende de dar uma segunda chance às pessoas



Deixe seu comentário!




x